Política

Tribunal Supremo nega liberdade provisória à Helena Taipo


Tribunal Supremo nega liberdade provisória à Helena Taipo

Tribunal Supremo nega liberdade provisória à Helena Taipo

O Tribunal Supremo (TS) indeferiu, na última quinta-feira, o pedido de liberdade provisória (habeas corpus) requerido pela defesa de Maria Helena Taipo, antiga Ministra do Trabalho e Embaixadora de Moçambique em Angola, detida a 16 de Abril último no âmbito de um processo desencadeado pelo Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC).

Com este indeferimento a ex-governante vai continuar na prisão à espera que se cumpram os procedimentos que a levarão a responder em juízo num processo de corrupção em que é indiciada de ter recebido, indevidamente, mais de 100 milhões de meticais do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), em 2014, numa altura em que desempenhava funções de Ministra do Trabalho, e tinha o INSS como instituição sob tutela do seu pelouro.

Neste processo, Helena Taipo, cuja prisão foi já legalizada pelo Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, tem mais cinco pessoas como co-arguidas. Uma delas é Lúcio Sumbana, que responde em liberdade depois de ter pago uma caução no valor de 850 mil meticais.

A ex-governante dirigiu o Ministério do Trabalho no período entre 2004 e 2014, tendo, supostamente, se envolvido em esquemas de corrupção no último ano do seu mandato.

jornalnoticias

Deixe seu comentário

Etiquetas
error: Conteúdo está protegido !!