Sociedade

Queda de helicóptero em Cabo Delgado deveu-se a problemas técnicos


Queda de helicóptero em Cabo Delgado deveu-se a problemas técnicos

A Polícia da República de Moçambique (PRM) disse que a queda do helicóptero da Força Aérea de Moçambique, hoje de manhã em Cabo Delgado, norte do país, se deveu a problemas técnicos.

A análise preliminar aponta para “problemas técnicos”, mas “foi acionada uma equipa técnica para levar a cabo uma apurada investigação e no prazo de 10 dias esta equipa vai apresentar um relatório detalhado”, disse Orlando Modumane, porta-voz da Polícia moçambicana, numa conferência de imprensa no início da noite de hoje.

O helicóptero da Força Aérea de Moçambique despenhou-se no distrito de Muidumbe, província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, ferindo todos os seis ocupantes.

Uma das vítimas da queda do avião sofreu ferimentos graves e foi transportada para o Hospital Distrital de Mueda, em Cabo Delgado, mais de dois mil quilómetros de Maputo.

De acordo com o porta-voz da polícia moçambicana, as vítimas foram devidamente assistidas e não correm perigo de vida.

O aparelho caiu numa mata do interior de Muidumbe, mais concretamente na aldeia de Lijungo, Posto Administrativo de Muambula.

O local onde a aeronave caiu é afastado das zonas que já foram alvo de ataques de grupos armados, que protagonizam uma onda de violência armada em alguns distritos de Cabo Delgado, desde outubro de 2017.

Este é o segundo helicóptero a despenhar-se em Cabo Delgado, depois de em abril ter caído uma aeronave militar FA 079 no distrito de Mueda, com oito ocupantes, que saíram todos ilesos.

LUSA

Deixe seu comentário

Etiquetas
error: Conteúdo está protegido !!