Desporto

Artur Semedo suspenso por um jogo e multa por acusar dirigentes da LMF

A Liga Moçambicana de Futebol suspendeu Artur Semedo por um jogo por ter proferido e usado expressões desabonatórias contra os dirigentes da agremiação, no final do jogo entre os “alvi-negros” e a Liga Desportiva de Maputo, referente a 15ª jornada do Moçambola -2019. Semedo foi ainda multado em 55 mil meticais.

Artur Semedo suspenso por um jogo e multa por acusar dirigentes da LMF

 

Os factos
No final da partida diante da Liga Desportiva de Maputo, Artur Semedo disse que a marcação do jogo para o campo de Hanhane tinha conivência dos dirigentes da Liga Moçambicana de Futebol, uma vez que o próprio técnico e a direcção do clube tinham escolhido o campo do Costa do Sol para acolher a partida da 15ª jornada.

Depois dessas declarações, a Liga Moçambicana de Futebol abriu um inquérito para investigar os factos, tendo chegado a conclusão de que houve calúnia por parte do técnico dos “alvi-negros”, o que influenciou a deliberação feita do Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol.

De acordo com o comunicado oficial número 100/LMF/D/2019, o organismo que gere o campeonato nacional da 1.ª divisão decidiu pela suspensão de um jogo e multa de 55 mil meticais a Artur Semedo, o que fará com que o técnico não oriente a sua equipa no jogo desta sexta-feira, diante do Desportivo de Nacala, referente a 23ª jornada do Moçambola 2019.

O mesmo comunicado deliberou ainda pela suspensão por 45 dias e multa de 25 mil meticais ao Director Desportivo dos “alvi-negros”, Alexandre Rosa, ao abrigo do número I do artigo III do Regulamento da Liga Moçambicana de Futebol, por este ter faltado, injustificadamente, aquando da notificação para prestar declarações acerca dos pronunciamentos de Artur Semedo, no referido jogo diante da Liga Desportiva de Maputo.
Assim, Alexandre Rosa, não deverá exercer o cargo de Director Desportivo do Desportivo Maputo pelos próximos 45 dias.

Mais pessoas e clubes multados pela LMF
Para agudizar as sanções contra o Desportivo de Maputo, a Liga Moçambicana de Futebol, através do comunicado oficial número 101/LMF/D/2019, deliberou pela pena de advertência e multa acessória de 5.000,00 Mt, por ausência do director desportivo na reunião técnica, no jogo contra o Costa do Sol, referente a 22ª jornada, e ainda com a pena de multa de 10.000,00 Mt (dez mil meticais), por falta de comparência do técnico, Artur Semedo, no local de conferência de imprensa, no jogo contra o Costa do Sol, referente a 22ª jornada do Moçambola.

A mão dura da Liga Moçambicana de Futebol chegou ao Ferroviário de Maputo, que viu o seu treinador de guarda-redes, Manuel Valoi, que foi multado em 75 mil meticais por adoptar atitude incorrecta, proferindo palavras injuriosas contra a equipa de arbitragem, no jogo contra a ENH-FC de Vilankulo, referente a 22ª jornada.

Já o Ferroviário de Nacala foi punida com derrota e multa de 75.000,00 Mt (Setenta Mil Meticais), por ter utilizado indevidamente o jogador Pedro Timbe, após este ter sido suspenso por ter atingido o quinto cartão amarelo, no jogo contra o Clube de Chibuto, também referente a 22ª jornada do Moçambola 2019.

Fonte: O País

Deixe seu comentário

Etiquetas